Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2010

FEARTEM - Edição 2010

A escolha da data de realização da FEARTEM e seus princípios básicos.

Conforme explica o capítulo anterior, a FEARTEM iniciou-se em 1980 como um dos itens da programação da Semana da Pátria. Item este, que seria a participação obrigatória do MOBRAL/Fundação Educar nas atividades culturais da referida Semana.  Naquela época a educação pública era orientada por diretrizes do sistema educacional vigente, impregnadas de um civismo exacerbado cultuando um ideal nacionalista, calcado nas ideologias de seus mentores para sustentar a tão propagada unidade nacional através do amor à pátria. (Essa era a base de aceitação dos desmandos da ditadura). Esta que aqui escreve trabalhava numa escola estadual urbana. E como, era também, professora municipal estava a serviço do MOBRAL/Fundação Educar , trabalhando como supervisora das ações do mesmo no município de Quixeré desde 1977. Quando a coordenação local recebeu as diretrizes para participar como sempre da programação da semana da pátria no município e que naquele ano devia obrigatoriamente desenvolver atividades envo…

30 anos de FEARTEM - Feira de Artesanato Municipal

A primeira FEARTEM realizou-se nos dias 07 e 08 de setembro de 1980 e sua programação já previa a data de realização do ano seguinte. Até 1984 sua realização deu-se sempre na Praça João Batista de Oliveira. No entanto dadas às inconveniências por ser um local aberto, e desprovido de estrutura física adequada para o funcionamento ininterrupto por 48 horas ou mais, foi transferida para o Centro Comunitário (atualmente instalações do CVT) em 1985. Até 1986, as organizadoras da FEARTEM sempre contavam com a valiosa presença do MOBRALTECA – um carro de som equipado com um minipalco, gerador de energia e outros elementos estruturais para animar a programação. O MOBRALTECA era conduzido pelo Sr. Francisco, que era o motorista, instalador do  palco, operador do som e luzes, e pelo Professor João Batista que coordenava, como ninguém mais, o desenvolvimento da programação, fazendo inclusive a locução. Ambos pertenciam à coordenação estadual do MOBRAL/Fundação Educar.
Em 1987, dada a extinção da …